domingo, 8 de julho de 2018

Hello darkness, my old friend

Não há volta a dar. Às vezes a vida é uma treta e deixa-nos tristes, irritados, desmotivados e deixa-nos marcas que demoram a passar. No meu caso o que faço é fechar-me no meu casulo e isolar-me de tudo e de todos, incluindo daqueles que me querem bem e daquilo que me faz bem. É um traço de personalidade que nunca vai mudar - e acreditem que já tentei. Resolve os problemas? Nem por isso. Ajuda-me a ficar melhor? Não, mas é mais forte que eu.

Entretanto, num assunto completamente não relacionado com o parágrafo anterior, este semana há NOS Alive. O que era suposto ser só um bilhete para o dia 14 transformou-se num passe de três dias. Vamos a isso, já que este ano é muito mais musical que os anteriores. Ainda não vos falei da minha experiência no concerto de Queen e em Setembro também há Imagine Dragons. Umas das minhas bandas de eleição - os Snow Patrol - vai actuar já no dia 12. E para o ano estão no Campo Pequeno em Fevereiro em nome próprio. Não há fome que não dê em fartura! Como sei que têm álbum novo tenho andado a devorá-lo em loop, ajudado pela minha mania de tentar fazer tudo o que seja tarefas domésticas com música de fundo, sobretudo aquelas relacionadas com a cozinha: estender/apanhar roupa; tirar/meter a loiça na máquina; etc.

O álbum começa assim:


"Life on Earth"
Snow Patrol
 
(...)
"It shouldn't need to be so fucking hard
This is life on earth
It's just life on earth
It doesn't need to be the end of you, or me
This is life on earth
It's just life on earth"


(...)

E continua assim:



"Don't Give In"
Snow Patrol
 
(...)
"Don't give in
Don't you dare quit so easy
Give all that you got on the soul"

(...)

Porra, que esta malta voltou em grande estilo! E inspirado pelas letras destas músicas - e do resto do álbum - hoje de manhã fiz-me à estrada e fui correr! Um treino em ritmo de Maratona e com muito calor, mas aquele calorzinho bom que eu gosto tanto de apanhar!


Em breve falo de outra banda pela qual me apaixonei novamente nos últimos dias e que também tem estado em loop sucessivo na minha playlist caseira. E são portugueses, já agora!

3 comentários:

  1. Reconheço essa sensação de fechar no casulo quando algo magoa. Não faz nada bem mas... faz parte da personalidade.

    Um abraço e força

    ResponderEliminar
  2. Força aí Nuno, seja o que for … agarra-te às coisas boas que tens na vida para te ajudar. Amigos, música e a corrida!!! 3 coisas que me ajudaram e muito a passar uma fase difícil da minha vida há uns poucos anos atrás! Não é fácil, eu sei, mas "as coisas mais difíceis são para os mais capazes" e tu és um maratonista porra :):):). Grande abraço e quem sabe a gente não se vê no dia 14 ;) … haverá uma delegação Perneta aí por baixo, se nos deixarem passar na fornteira :P
    Grande Abraço

    ResponderEliminar
  3. Olá.

    Vim apenas adicionar mais uns 2 ou 3 versos:

    "Hello darkness, my old friend
    I've come to talk with you again
    (...)
    Fools, said I, you do not know
    Silence like a cancer grows
    (..)"

    Mas, cada um gere como pode ou quer, e muitas vezes é como podemos e não como queremos.

    ResponderEliminar