terça-feira, 15 de novembro de 2016

Bohemian Rapsody

Não, não vou fazer um post sobre a melhor música de todos os tempos.
Este foi o nome que dei ao meu treino de ontem. Basicamente, tal como a música tem um mix de vários géneros musicais, o treino de ontem também teve um pouco de tudo: corrida, trail e caminhada.

Corrida
Voltei aos treinos depois da Maratona do Porto. Estava ansioso por me voltar a equipar, por voltar a correr. Senti-me preso de movimentos no primeiro km mas depois o corpo lembrou-se como é que isto se fazia. É como andar de bicicleta, não se esquece. Mesmo tendo em conta que eu - hahahaha - não sei andar de bicicleta! Como andei os últimos meses mais preocupado em resistência e não velocidade, tinha verdadeiramente saudades de acelerar um pouco, portanto em duas zonas propícias a isso - e a aproveitar o "picanço" de outros colegas - meti prego a fundo e tenho um segmento de 500 metros a correr a 3:30/km e outro de quase 1km a 4:00/km. Agora é fazer isto um dia durante 10kms seguidos, boa?

Trail
A meio caminho tínhamos duas opções: subir pelo caminho normal pela estrada ou fazer o percurso pelo monte. A ideia era chegar ao miradouro para vermos a tal super lua lá de cima. Íamos todos com frontal e como já sabia que havia essa possibilidade até tinha levado os ténis de trail. Ofereci-me para levar a malta pela estrada, mas acabámos por ir todos juntos pelo mato. Foi um bom momento para me lembrar as poucas saudades que tenho de fazer trails, sobretudo à noite. Não é que desgoste - e se fosse de dia teria certamente gostado mais - mas não me anda a cativar nada. Foi só um quilómetro e meio, dois no máximo. Não me imagino a fazer 15km ou 20km nos próximos tempos. A parte boa foi que quando chegámos ao miradouro havia abastecimento providenciado por quem não chegou a tempo do treino. Gosto tanto destes mimos espontâneos que existem na equipa.
No regresso, parte do grupo voltou pelo caminho de trail e outro grupo desceu comigo pela estrada. Não me importo de subir zonas com inclinação de 25%, mas descê-las - e de noite - não é para mim, obrigado.

Caminhada
Quando tudo estava previsto para que fosse um regresso calmo, umas das minhas colegas deu um trambolhão e esfolou o joelho. Acabei por fazer o resto do percurso a caminhar com ela para garantir que chegava minimamente bem. Ela bem me mandou embora, mas o mais importante era o estado dela. Treinos há muitos.

E pronto, i'm back in business. E prometo não escrever um romance sempre que for treinar. Guardo só isso para as provas.

(E o pé voltou-me a doer. Bolas.)

11 comentários:

  1. 500 metros a 3.30... 1 km a 4.00... ena que velocidade para aí vai!

    Força e as melhoras do pé

    Um abraço

    ps - Sobre o Bohemian Rhapsody, é o sucesso intemporal que é. Mas é tudo ao contrário do que os "entendidos" do marketing musical preconizam. 5 trechos numa só música? Hoje, altura de músicas formatadas, dificilmente seria aprovada pelos ditos especialistas, dos que julgam saber o que o público gosta.
    O mesmo se passou com Tubullar Bells do Mike Oldfield (1972). Uma única música, separada em duas faixas de 20 e tal minutos cada, sem letra e todos os 30 e tal instrumentos tocados pelo mesmo? Nunca venderá nada! Foi a resposta que Oldfield teve de editora em editora até se deparar com uma que se estava a lançar (Virgin) e apostou nele. Foi a sorte grande para as duas partes... :)
    Deixem a criatividade fluir e as obras primas reaparecerão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah pois é, tinha isto aqui guardado. Ainda por cima picam-me na brincadeira porque sabem que eu não resisto a um bom sprint. :)
      Obrigado, hoje já estou melhor. Vou ver como fico depois do treino de 5a.

      ps: os génios de antigamente eram bem diferentes dos génios da actualidade. Às vezes é preciso estar no sítio certo à hora certa, por outras é uma questão de modas - o que hoje não tem piada amanhã já é a melhor ideia de todos os tempos - mas no fim de contas quando o trabalho é bem feito o devido reconhecimento aparece de forma justa.

      Eliminar
  2. Vim cá dar uma espreitadela rápida, mas prometo vir com mais tempo.
    Trail noturno de 15km é o meu próximo objectivo!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-vinda! :)
      Já escolheste qual vais fazer ou ainda estás só a pensar nisso?

      Eliminar
    2. Já escolhi, pois!!
      Comecei o ano passado, precisamente há um ano, nesta coisas dos trails.
      Cá na cidade há um trail noturno de Natal :)

      Eliminar
    3. Já vi qual é. :)
      Espero que corra bem, já falta pouco.

      Eliminar
  3. Deste post só conseguir reter a parte do não saberes andar de bike! Isso é mesmo uma coisa muito estranha... como é que tu não andaste de bicicleta na adolescência? Como ias para a praia? Ou brincar com os amigos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É estranho, não é? Sempre fui demasiado descoordenado para aprender e devo ter desistido cedo demais. Para a praia ia de carro, brincar com os amigos ia a pé. Era só sair do prédio e ir para o jardim em frente jogar à bola.

      Podia ser pior, eu podia dizer que também não sei nadar. :)

      Eliminar
    2. Ahahaha mas não sabes mesmo? Eu nadar já aceito melhor, visto nunca ter gostado muito... ainda assim o meu pai obrigou-me (e bem) a aprender.
      És um rapaz da cidade. Eu cresci na aldeia, toda a gente tinha bicicleta. Sabes que ainda vais a tempo?

      Eliminar
  4. "(...) a melhor música de todos os tempos." SIM SENHOR!

    ResponderEliminar